quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Explicativa.


Quando disse que era uma vadia no título do post anterior, não é porque de fato eu sou uma vadia para com o meu marido.
Sou uma vadia para mim, pois vivo a me trair.
A trair o que prometo fazer e não faço, como por exemplo, emagrecer, colocar a casa em ordem, conseguir arrumar um trabalho que eu goste, de voltar a faculdade, de me tornar menos bêbada.

Tenho medo de me relacionar com novas pessoas nas últimas semanas, fico ansiosa de ser reparada por outros e que estes notem minha imperfeição, minha barriga gorda, meu desconforto com a vida, o desleixo com todas as coisas que são importantes de verdade.

Vivo a me trair meninas, fico a burlar todas as promessas, pois as deixo para amanhã e amanhã, mas o dia D nunca chega.
Nem escrever eu consigo mais.
Eu quero, eu tenho vontade, viver e sair. Na verdade não tenho vontade, eu gostaria de ter.
Se me relaciono com terceiros acabo por ter que me alcoolizar para me sentir agradável, eu não sei de quem eu busco aprovação, talvez de mim.
Quem sabe?
...

9 comentários:

  1. Menina... Ninguém no mundo é só defeitos. Nem você.

    Eu vejo muita determinação em tudo que escreves, em tudo que fazes. Essa sensação vai passar, vai sim. Você precisa ser a pessoa mais especial do mundo... PRA VC MESMA!

    (*=

    ResponderExcluir
  2. Acho que sei exatamente o que vc está sentindo, ou grande parte linda, acho que o ponto crucial é nos sabermos lindar com o nosso pior medo e seguirmos em frente, em frente para derrubar isso que está desanimando ou impedido que vc faça algo que você queira muito! Beijinhos linda e bom término de semana ;**

    ResponderExcluir
  3. Eu também sou assim, gosto de planejar o que vou fazer, mas planejo tanto que acabo adiando, deixo muitas coisas para amanhã, e quando vejo, o amanha já passou há muito tempo. Tento não cobrar tanto de mim, mas não consigo. Tenho dificuldades em executar as tarefas mais simples, principalmente quando estou em crise. Consequentemente me culpo, e isso se torna uma bola de neve. É difícil, quero ser diferente, quero mudar. Mas vamos ter fé, nós podemos nos superar. Sei que nos momentos de crise nem adianta tentar pensar assim. Mas somos mais fortes do que imaginamos. Bjos e fica em paz!!

    ResponderExcluir
  4. arrrrgh.
    te entendo perfeitamente.
    pq sera?

    =|

    agente se sabota ne.
    o lance do emprego entao.
    eu sempre faço isso. =o
    e dos relacionamentos entao..vixiii
    ah so qro ter certeza que estou tomando os caminhos certos agora.
    força amiga.
    bom resto de semana!
    s2

    ResponderExcluir
  5. Acredito que vivemos em busca de aprovação, mesmo que essa seja alheia.
    bjOus

    ResponderExcluir
  6. pois é, amore... eu também não sei o que é ter vida social sem bebida. e também acredito que nem consigo ficar sozinha comigo mesma por muito tempo sem beber...
    sempre existem as promessas de diminuir, de dar um tempo, de tentar parar... e não é que me faltam forças, eu tenho é medo mesmo. Se assim já é tão duro, como será lidar comigo mesma estando sóbria o tempo todo?
    muitas saudades.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. noiteeverao.blogspot.com


    ahhh. não tinha pensado nessa perspecctiva não ... muito interessante! se assim o eu ... eu entreo nesse clube e digo em voz alta para ti "sou uma vadia tambem"

    Só tu sabes o rumo à tua vida, mas sei que é muito dificil! bjinhu todos os dias aprendemos algo mais :)

    ResponderExcluir
  8. Flor eu acredito que vc vai sair dessa e melhorar mais vc realmente precisa de ajuda, se cuida viu vai dar tudo certo,te adoro

    ResponderExcluir
  9. tenho o mesmo problema de auto-sabotagem...

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário. Em breve será liberado para a visualização.