terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Sabotagem


Como estará a poesia que meus olhos viam em simples objetos, gestos, e sons?
Estará presa em meus ossos e por isto estou tão longe de ser feliz?
Porque há uma gordura indestrutível que cobre meus ossos e por isto estou apagada?
E ainda a pergunta mais intrigante; porque minha genialidade está diretamente ligada ao tutano?

Me escondo entre os panos que melhor comportam meu fracasso, atrás da fumaça fedorenta da nicotina e da cannabis, dentro de um copo cheio de vinho.

O quanto cabe entre minhas mãos sem que eu consiga perder algum objeto?
Até que ponto posso me equilibrar na beira da colina?
E quem disse que eu não penso em pular para o abismo de olhos cerrados e feliz por meter o foda-se?

Na verdade, ninguém me disse nada, eu que digo pela boca dos outros.

Os meus gatos me olham com ar assustado porque escuto uma música fria e suicida de Albinone.
O gelo do copo, faz barulho e trinca.
Tenho vontade de chorar.
Porque raios estou tomando vinho rosé; e com gelo?
Porque raios não tirei desta música e levantei minha gorda carcaça?

Estou começando a enxergar que eu me saboto.



10 comentários:

  1. Me sabotar, taí, descobri o que tenho feito comigo mesma, se bem que acho que me abandonei mesmo faz tempo :/
    ah flor, vença essa luta, você é mais forte do que toda essa correnteza que te puxa pra baixo.
    bjOus

    ResponderExcluir
  2. heyy amore!
    fiz meu blog agora e estou aqui pra dar força pra todas e ser ajudada também!

    conta comigo!
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Que postagem poética,não fica tão deprê não amore,tenta se reerguer e mandar a gordura pra longe de vocÊ ok?
    Beijos e força sempre

    ResponderExcluir
  4. muitas vezes tambem sinto-me a sabotar a minha própria vida. Procurando em todos os lugares e nao achando em nenhum as respostas que preciso para continuar a viver. Espero que você as suas respostas, ja que muitas dessas perguntas tbm sao as minhas. boa sorte querida espero que as coisas voltem ao ritmo normal.

    ResponderExcluir
  5. Oi querida... não li nada pois estou dopada, mas sobre seu comentário eu ja tenho ajuda médica, a mais de um ano... se não ja estaria morta. Me consulto toda semana com um psiquiatra que aceitou fazer minha terapia, pois tenho trauma de psicólogos...

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Antes de comentar, fui procurar algumas músicas do género musical que referiste para me inteirar do teu contexto. LOL
    A música é mesmo deprimente e deprime mais quem já está deprimido. :s
    O teu texto está maravilhoso, ainda que retrate uma realidade muito dura e triste.
    Deves sentir uma angústia muito grande, não é?
    Eu espero que melhores em breve. Procura ajuda. Tens imensas potencialidades e custa-me ver que estás tão presa a uma "carcaça" quando podias voar entre as palavras despoletadas por gestos ou sons, como dantes.
    Aguardo noticias tuas. Beijinho
    Filipa*

    ResponderExcluir
  7. Oi Noivinha!

    Não é necessário agradecer,comentar aqui é sempre de coração você sabe Noivinha.

    As vezes eu juro q vc lê meus pensamentos e posta no blog!

    Que história é essa de se equilibrar na beira da colina?
    Nem tente fazer isso,ainda mais depois desse vinho gelado hahahahaha

    Tô brincando,sei q é em sentido figurado,ou pelo menos eu espero q seja.

    Gatos,os felinos são muito gratos,amáveis,sinceros e sensíveis com os donos.
    Qualquer mudança eles percebem sem q digamos nenhuma palavra.

    Sabotagem?

    Também o faço secretamente.Só não consegui esconder de mim mesma,minhas loucuras nem minhas gorduras,enquanto houver tecidos para eu me esconder dos outros e artimanhas para me livrar da comida,ou cair em compulsão,amém.

    Esse é o preço da liberdade Noivinha.Nem sempre somos legalmente corretas conosco mesmas.

    Não tem muita coerência para o mundo exterior,mas é o mundo em q conseguimos viver ou existir.

    Querer viver honestamente consigo mesma,é viver uma solidão dentro de si.A carcaça como dissestes bem.

    Não chores mais.As noivas guardam suas lágrimas para os momentos de felicidade,não?

    1 beijo ^^

    ResponderExcluir
  8. Que bom que estas conseguindo enxergar isso amiga, eu já enxerguei em mim, e estou me saindo melhor que antes.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Tbm vivo me sabotando e isso é muito chato, porém eu nunca desisto, sempre recomeço.
    Nunca desista amiga, recomece quantas vezes forem necessárias!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Enxergar que tu te sabotas já é o primeiro passo na longa estrada que te afasta da auto-sabotagem! Torço pela tua melhora! Um beijo grande, e um resto de tarde iluminado! =)

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário. Em breve será liberado para a visualização.