quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Episódio


Ele saiu pela porta não com o coração menos partido, enquanto debruçada na cama ela via gotas de água, via porque suas lentes são mareadas da mágoa que ela mesma propiciou.
Fechou os olhos bêbados e sonhou com gatos e comida.
Acordou triste porque tinha fome e sabia que nunca mais veria seu avô.
Foi a padaria da esquina e se drogou com bacon, hambúrguer e ovos.
Passou a faca no pescoço quando viu o sal pular entre as batatas.
Sorrindo a cerveja escapa entre os dentes separados,
e era tudo mentira.


11 comentários:

  1. És impressionante :o
    Ainda que o sentimento que persista não seja o melhor...
    :)
    Força
    Filipa*

    ResponderExcluir
  2. Nossa parece um conto que lindo..bem criativa
    está de parabêns!!
    Força !!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a forma como se expressou flor ^^
    Mas pena que é tão triste, é o que me pareceu =/
    Espero que estejas bem ;)
    Bejuh ♥

    ResponderExcluir
  4. caralho eu visualizei td. oO
    adoro isso. vc escreve bem!

    ta bem amour?
    se cuida. bom final de semana. s2

    ResponderExcluir
  5. nossa! impressionante a forma como se expressou. Escreveu muito bem. super criativo, concordo que seja um pouco triste, mas muito bonito.
    beijos, espero que esteja bem! <3

    ResponderExcluir
  6. Teu blog está mais lindo, mais leve, embora triste... Me diz, há tristeza que no fundo não seja bela?

    ResponderExcluir
  7. amiga , escreves de uma forma magica, amo seus posts e a forma como se expressas, queria eu ter esse dom
    eu escrevo de uma forma tão mecanica
    beijos fica bem ;*

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário. Em breve será liberado para a visualização.