quarta-feira, 11 de abril de 2012

Carta para família


Não foram poucas as vezes que pensei em escrever uma carta a punho, porém não havia realizado tal decisão até o momento, pois acredito que tenho tantas reflexões inúteis e desnecessárias sobre a vida.

Hoje ganhei folga por assim dizer, na verdade há uma confraternização de duas horas dos funcionários da empresa que trabalho em um buffet, mas quanto mais convivo com os seres humanos menos me identifico com suas ilusões; então resolvi ficar em casa com os gatos e com algumas cervejas. Estou no quintal com minhas neuroses e um pé de jabuticaba.

Me sinto gorda, depois magra, burra como uma minhoca e superior para conviver com meus colegas de trabalho....

Às vezes retorno ao passado e me vejo fuçando os livros do Tio Castilho enquanto o cheiro de pão de queijo da Tia Terezinha invade a casa, assim como o som das cartas de baralho ecoam na Rua Dez...

Quando caio em mim estou em São Paulo e parte da minha família se despede da vida. Não pude ver a Vó Chica e o Vô Bernardino antes dos mesmo irem de encontro ao Sono Eterno que Socrates citou.

As vezes me conformo, pois todos um dia se despedem, em outros momentos me pego em lágrimas já com saudades daqueles que um dia dormirão para sempre.

Minha carta não é otimista e talvez seja verdadeira demais, mas a vida é assim mesmo, e não necessita de flores de plástico.

Da sobrinha que os ama.

NC

Ps - Colocarei no correio amanhã

16 comentários:

  1. Que liiiiiiiindo! Vou repassar o link pra que mais pessoas tenham o prazer de ler isto ^^

    ResponderExcluir
  2. Escreves tão bem! Eles irão adorar ^^

    ResponderExcluir
  3. Nossa! gosto assim sabe de coisas realistas. Ficou mto bom, vc é mto corajosa de por no correio.

    Não sei como vc consegue tomar tanta cerveja.

    BEIJO.

    ResponderExcluir
  4. Ficou ótimo minha flor, como sempre, escreves tão bem...

    ^^

    Eu queria ter mais coragem e postar o que escrevo no blog... Mas não sei o quanto poderiam gostar...

    ResponderExcluir
  5. Nunca tinha reparado e lance das inicias NC... q coisa rsrs
    faltei o trabalho hoje, amanhã peço demissão. Apesar da alegria de nunca mais ter q olhar pra cara do Coração Gelado, me dá ainda sim uma pequena tristeza, uma sensação de fracasso da qual não consigo fugir.
    Eu quero 5 dias do seu lado :(
    beijos, te amo.

    ResponderExcluir
  6. Linda carta, escreves divinamente! Nem posso imaginar o encanto de quem recebe algo assim em mãos. :)
    Se cuide .
    Küss

    ResponderExcluir
  7. Show!lindo lindo adorei e como escreves bem!
    BJ

    ResponderExcluir
  8. Bom dia!
    Apesar da carta não ser otimista, senti uma nostalgia ao lê-la.
    Não estava te seguindo, mas agora estou :D
    Volte sempre :)

    ResponderExcluir
  9. Oi! Você escreve divinamente! Eu tenho 25 anos, sinto muitas tristezas exatamente como você! Por favor, me dê seu msn, acho que temos muito em comum e posso te ajudar a ser feliz! bjus

    ResponderExcluir
  10. Ola...

    fazia tempo que nao passava por aquii...

    ameii a carta.. vc sabe sabe usar as palavras certas..^ ^


    beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Amei ler seu post, viajei com ele e me transportei ao lugar onde vc estava. A vida muitas vezes é cruel e mesquinha mesmo, mas devemos lutar pra que as coisas funcionem...
    Te desejo um final de semana maravilhoso, cheio de alegria. Ah!Curta os seus gatos, eles são melhores que muitas pessoas ^^
    Bejuh ♥

    ResponderExcluir
  12. Bom dia!
    As vezes a companhia de um animal é melhor que a de um ser humano...
    Espero você no meu blog.

    ResponderExcluir
  13. Cada dia q passa vc me surpreende mais.A naturalidade com q escreves,cativa a todos.
    O dom de descrever o q se sente,e situações cotidianas em q se pensa, mas ninguém consegue transcrever com tanta perfeição para o papel.

    "quanto mais convivo com os seres humanos menos me identifico com suas ilusões"

    Lendo essa frase sua penso:se a Noivinha não consegue assimilar os humanos desse mundo,quem sou eu né?

    Assistindo a Band ontem ouvi a notícia q 3 pessoas(1 homem,sua esposa e a amante) matavam,comiam suas vítimas,pra completar faziam salgados com carne humana e vendiam pela cidade.Isso é gente?Como me identificar?Quero é distância de gente macabra!

    Cada vez mais eu me isolo do mundo,por tudo isso.

    Parabéns pela iniciativa de escrever a mão,poucas pessoas fazem isso hoje,mas claro q os mais velhos dão todo o valor merecido.

    1 beijo ;)

    ResponderExcluir
  14. é verdade, às vezes é simplesmente tarde demais..
    boa sorte com a sua família, e na dieta também :)
    p.s.: sou nova por aqui :)

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário. Em breve será liberado para a visualização.