segunda-feira, 23 de julho de 2012

Zumbina


É eu me sinto assim, inútil toda vez que dou uns tiros.
Como zumbi fico tateando a morte que vi milhões de vezes, o falecimento de cada coisa que sem sentido se torna neurose.
Cigarros e cigarros, goles e mais goles, a impressão profunda que o sono virá em cada gesto deste, mas não.
Mera ilusão de sentidos secos.
Coisa feia.
Queixo dançante.
Angústia;
Suja.
Derrama com a palavra fim, e cai rabiscando o abismo do autismo.
Em giz,
Na lousa, uma costra molhada
Na carne do cérebro um corte.
Na língua o álcool e a nicotina
Por nada
Por coisa alguma
Por ódio de si mesmo,
Provavelmente ...
Não sou Freud para afirmar, mas sei que fico a me punir.
Sentimento masoquista?
Talvez, quem sabe?
É a semente maldita de quem de fato se esforça, mas não consegue.
Porque não consigo admitir que é preciso pouco para me contentar?
Fico culpando tudo, mas também não quero nada.
Quem pode entender, se eu não sei mais o que estou fazendo comigo.
Quero provar para quem o que?
Para eu mesma? Que sou má, e inconsequente?


Sei que vou beber até o último gole de alcóol desta casa e capotar.

6 comentários:

  1. Poxa, que profundo.
    O final do teu texto foi o que mais me... sei lá. Será que às vezes tentamos provar pra nós mesmas o quão mal podemos ser? Pensei no primeiro nome do meu blog... "a vilã da história"... mas que porra, não pode ser só mais um ser humano?!

    É... questões... questões...

    Força guria.

    ResponderExcluir
  2. o.o meu bem. por que se castigar assim? nao quero dar liçao de moreal nem conselho por que eu nao sou ngm pra falar de coisa alguma. mas usando drogas bebendo assim muito e fumando vc só vai chegar a um lugar.
    eu nao preciso dizer qual é.
    a felicidade esta nas pequenas coisas mas seja qual for o seu trauma eu te digo que beber ate cair nao vai melhorar nada amor.
    se levante, de uma chance pra felicidade alcançar a sua vida e nao se castigue tanto pq vc nao merece sofrer.
    fica bem
    bjoo

    ResponderExcluir
  3. esses vícios... de alcool, droga, comida, dieta, todos são a mesma coisa no final das contas, sei que você também sabe disso. A escolha do sofrimento varia de acordo com o grau em que desejamos mergulhar na nossa propria insatisfação.
    É um vazio que não se completa nunca. Enquanto você postava ontem, eu ia dormir bêbada pensando sobre as mesmas coisas... e acordei hoje com ainda maior insatisfação, ainda maior o aperto no peito, no estomago.
    morro de saudades. penso constantemente em parar o tempo aqui nessa cidade calorenta e fugir pra me esconder atrás de uma certa jabuticabeira...

    ResponderExcluir
  4. Flor, acho que voce devia dar um tempo de tudo. De cigarros, bebidas ... vícios. Tirar o dia para fazer algo que te bote nos trilhos de novo. Tlvz planejar uma dieta que va seguir, comprar uma roupa nova, deixa velhos hábitos pr tras. sentir-se melhor com si, parar de se odiar e se culpar todo o tempo. Vc é forte e quando esta determinada consegue tudo que quer.

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga,é muito triste saber destas coisas! não gosto de lhe ver assim pra baixo,tente sair um pouco pra se livrar desses habitos ruins!
    beijos

    ResponderExcluir
  6. adoro ler uq vc escreve me vi nesse seu post totalmente =´[.. força flor.. a nós sempre

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário. Em breve será liberado para a visualização.