domingo, 26 de agosto de 2012

Homem flor





Ele era coberto de pó,
Não era de Cocaína e sim de Prozac.
Eu sorria
A cada beijo que sentia
A cada introdução de suas carnes na minha
Eu
Absorvia cada coisa boa
Cada bolinha de serotonina
Até que um dia, as miligramas não eram suficientes
E eu mergulhei na loucura
Agora estou aqui em mais um dia triste
Gorda, sem amor, bêbada e com o prazer de existir encapsulado
Pois ele parou de produzir o pólen...
Miserável substituição.


Ps - Mais um dia triste, não volto aqui a muito, toda vez que penso em fazer estou em uma boa fase, mas tudo desmorona. 
Gorda, sem emprego em sem amor.
Não passei mais no blog de ninguém, amanhã vou começar uma nova dieta, e uma nova meta de vida. 
Por hoje tenho cólicas e quero continuar bêbada além de tomar umas boletinhas.

13 comentários:

  1. Oi Noivinha!

    Saudade,saudade,saudade!

    Somente os gênios fazem o que tu faz:transforma sofrimento em arte.

    Eu adoro ler teu blog,encontro as palavras para as coisas sem explicação.
    E mesmo equilibrada na linha tênue da sanidade,eu ainda consigo ter sensibilidade de apreciar um belo texto.

    Deixo aqui somente minhas boas vibrações,as mais positivas possíveis.Mas como não fazer com um texto deste,que acalenta até a mais louca alma?

    Desejo que tu consiga tudo que desejas.

    1 abraço bem,bem,bem apartado ;)

    ResponderExcluir
  2. oie, amei o blog to seguindo me segue http://minhavidaananemia.blogspot.com.br/ e msn: luana_santos1344@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Oi querida, espero que as coisas estejam melhores pra ti nunca e tarde recomece novamente, boa sorte.Bjs

    ResponderExcluir
  4. Saudades de ti florzinha, sempre venho ver como vc está. Te cuida ;*

    ResponderExcluir
  5. Adorei o blog flor.Já tô te seguindo.Segue tb?http://bonecas-anaemia.blogspot.com.br/ vlw boneca

    ResponderExcluir
  6. Ah Noivinha!

    Esta tua ausência,deixa um vazio enorme na minha vida.
    Este teu silêncio é como uma espada de dois gumes a me ferir.
    Penso coisas,cogito situações,tenho ilusões mirabolantes,sinto uma sensação não descritível.
    E cadê a Noivinha?
    Eu não sei...
    Mas eu como pobre mortal,espero ansiosa por um texto da Noivinha,que alimente minha alma fraca em meu corpo gordo!

    Beijinhos ^^

    ResponderExcluir
  7. Saudade de ti menina complicada.

    ResponderExcluir
  8. muitas saudades de vc, .___. Espero que logo sua vida de uma reviravolta .. e voce volte a postar, sinto sua falta.

    ResponderExcluir
  9. Amo-te minha malvada favorita, saudades enormes de vc.

    ResponderExcluir
  10. Adorei teu blog, a forma em poesia...
    sei bem o que é se sentir dependente, apesar de maconha não viciar sinto sim a abstinência. Não sei até onde conseguirei, pelo menos essa falta me faz esquecer a fome!
    força!! sou nova e estou te seguindo.
    beijos!

    ResponderExcluir
  11. POR ONDE TU ANDAS, NOIVA? :)

    Vê se volta... Saudades de você! Beijão :) <3

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário. Em breve será liberado para a visualização.