quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Eu confesso

Eu confesso que nunca em minha vida me senti tão fragilizada.
Auto estima intelectual e física abalada
O coração dolorido insiste em lembrar da dor quando vê a cicatriz.

Nessa semana eu estou abrindo uma fresta na janela,
Na semana passada mantive tudo trancado
Pode não parecer muito mas é um progresso.

Fico te esperando retornar e tento de alguma maneira acelerar os segundos.
Mesmo que tu chegues no fim da tarde, ainda assim é meu raio de sol.



5 comentários:

  1. Te seguindo linda.
    e Força e Sorte pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Abre a janela, amor, vai dar um passeio, fumar um no parque... às vezes precisamos mesmo nos fechar, mas às vezes precisamos nos dar um empurrão para sair do ciclo também =)
    Passa lá no meu blog q tenho novidades.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Noivinha!

    Quem nunca se sentiu frágil na vida?
    Aquele que nunca sentiu a auto estima ferida, não tem um coração.

    Digo que uma fresta na janela que outrora estava fechada é uma evolução,mas se pensar bem está perdendo a vista completa do horizonte.
    A janela semi aberta representa o quase,a palavra mais instável do mundo,pois não é possível quase sentir,quase andar,quase amar,quase sorrir,quase morto,quase vivo,quase grávida,quase filho,quase triste,quase feliz,quase advogado,quase médico,quase mar,quase céu,quase flores, ser ou estar "quase" é agoniante,pois possibilita não ser nem uma coisa e nem outra,nem empobrece nem enriquece,o quase é uma ilusão querida Noivinha.
    Permita-se viver por inteiro,abra a sua janela, afinal por ela você poderá avistar seu "raio de sol" chegar.
    Todos temos o direito de recomeçar aos poucos,mas jamais viver aos pedaços.

    Beijos :)

    ResponderExcluir
  4. Estamos olhando pela mesma fresta de janela.
    A flor de lótus tem razão, "...às vezes precisamos nos dar um empurrão para sair do ciclo também..."
    Mas as vezes é tão difícil também...!

    ResponderExcluir
  5. Querida,
    não se permita estar na plateia da sua história, assistindo sem participar, esperando que haja uma súbita mudança em sua vida.
    Esteja no palco, onde só você toma as decisões e conduz a sua vida para onde você quer que ela siga.
    Abra essa janela e saia correndo, porque você é livre pra fazer o que quiser. Não se prenda ao ciclo vicioso, ouse mudar.
    Beijos Noivinha

    ResponderExcluir

Grata pelo comentário. Em breve será liberado para a visualização.